Os 10 Melhores Toca-Discos de 2024: Audio-Technica, Pioneer e mais!

Os toca-discos, também conhecidos como vitrolas, foram durante muitos anos a principal forma de ouvir música em casa. Com a chegada dos aparelhos digitais, eles acabaram caindo em desuso, dando seu lugar para leitores de CDs, MP3 Players e agora, até mesmo nossos próprios celulares.

Por outro lado, nos últimos anos os toca-discos tem recebido certa atenção novamente, especialmente por amantes da música. Possuindo um charme especial, designs retrô e um som quente e autêntico, ficou cada vez mais interessante a ideia de adquirir um toca-discos para colocar em casa, assim como era antigamente.

Neste artigo vamos explorar os diferentes tipos de toca-discos e apresentar os melhores modelos disponíveis no mercado de 2024. Além disso, vamos te explicar como escolher o melhor toca-discos com base em suas características, para que você saiba o que fazer quando for comprar o melhor toca-discos.

Os 10 melhores toca-discos de 2024

Tampa
Motor
Velocidades
Braço
Entradas
Saídas
1
Pioneer DJ PLX-500 Direct Drive Toca-discos – Branco


Veja na Amazon
Não
Direct Drive
33, 45, 78 RPM
S
USB
Line Out
2
Audio-Technica AT-LP120XUSB-BK



Veja na Amazon
Sim
Belt Drive
33, 45, 78 RPM
S
USB
AUX
3
Vitrola Raveo Ópera BT




Veja na Amazon
Sim
Belt Drive
33-1/3, 45 RPM
Reto
Bluetooth, USB
AUX
4
HUIOP Disco de Vinil




Veja na Amazon
Sim
Não especificado
33, 45, 78 RPM
Reto
Bluetooth
AUX, BT, Fone de Ouvido
5
Toca-discos Raveo Vitrola Spazio



Veja na Amazon
Sim
Não especificado
33-1/3, 45, 78 RPM
Reto
USB, Bluetooth, CD
AUX, Fone de Ouvido
6
Vitrola Toca-discos Diamond Black



Veja na Amazon
Sim
Belt Drive
33.3, 45, 78 RPM
Curvo
USB
AUX, Fone de Ouvido
7
Raveo Vitrola Studio MAPLE com Toca-discos


Veja na Amazon
Sim
Belt Drive
33-1/3, 45, 78 RPM
Reto
Bluetooth, USB
AUX, Fone de Ouvido
8
Pioneer DJ PLX-1000




Veja na Amazon
Não
Direct Drive
33-1/3, 45 RPM
S
Não especificado
Não especificado
9
Toca-Discos Vinil Audio-Technica Automático AT-LP60X-BK

Veja na Amazon
Sim
Belt Drive
33-1/3, 45 RPM
Reto
Não especificado
Não especificado
10
Raveo Sonetto Wood, 10W, marrom



Veja na Amazon
Sim
Belt Drive
33, 45, 78 RPM
Reto
USB
AUX, Bluetooth

1

Pioneer DJ PLX-500 Direct Drive Toca-discos – Branco

O melhor toca-discos: Direct Drive DJ e entrada USB
Prós
  • Três velocidades
  • Braço em “S”
  • Ótima conectividade
  • Grande portabilidade
  • Disco pode ser tocado ao contrário
Contras
  • O motor direct drive pode afetar um pouco o som

O toca-discos Pioneer DJ PLX-500 é a escolha perfeita para artistas, DJs e músicos que querem um toca-discos de fácil operação para diversas tarefas. Com um motor direct drive, o movimento é mais preciso, permitindo o scratch dos DJs e até mesmo a reprodução reversa do disco de vinil.

Além disso, o toca-discos oferece ótimas opções de conectividade, como entrada USB e saída de linha de áudio para conexão de caixas de som, aumentando o poder de som do toca-discos. Além disso, seu pequeno tamanho resulta em um aparelho com ótima portabilidade, facilitando para DJs o levarem para festas e outros locais sem problemas.

No mais, o aparelho consegue rodar discos nas três principais velocidades utilizadas em vinis: 33-1/3, 45 e 78 RPM, permitindo que ele toque LPs, Singles e discos mais variados sem problemas. Além disso, ainda conta com um braço em S que vai oferecer grande fidelidade de reprodução.

TampaNão
MotorDirect Drive
Velocidades33, 45, 78 RPM
BraçoS
EntradasUSB
SaídasLine Out

2

Audio-Technica AT-LP120XUSB-BK

Um ótimo custo benefício: com Belt Drive
Prós
  • Possui tampa para proteção da poeira
  • Três velocidades
  • Braço em “S”
  • Ótima conectividade
Contras
  • O motor Belt Drive não toca-discos ao contrário

O toca-discos AT-LP120XUSB-BK da Audio-Technica é uma ótima opção para os audiófilos que querem um toca-discos com Belt Drive, mas sem abrir mão de uma alta portabilidade do aparelho que oferece uma grande quantidade de controles para o usuário ter a melhor experiência com seus discos.

Além disso, ele ainda é capaz de tocar nas três principais velocidades de rotação de disco: 33-1/3, 45 e 78 RPM, permitindo que você toque todo tipo de disco de vinil com ele, que com seu braço em S com contrapeso ajustável vão tocar com precisão e qualidade, com poucos riscos de deteriorarem com o tempo.

No mais, conta com uma ótima conectividade, como entrada USB e saída Auxiliar, que permitem não somente a gravação dos discos como sua reprodução em caixas de som mais poderosas, permitindo que você transforme o toca-discos em um poderoso reprodutor de som.

TampaSim
MotorBelt Drive
Velocidades33, 45, 78 RPM
BraçoS
EntradasUSB
SaídasAUX

3

Vitrola Raveo Ópera BT

Raveo Opera BT: um design vintage com um preço de surpreender
Prós
  • Design único
  • Ótimo custo-benefício
  • Rádio AM/FM
  • Ótima conectividade
Contras
  • Não possui a velocidade de 78 RPM

O toca-discos Raveo Opera BT é um produto único em diversos aspectos. Com um design remetente aos rádios antigos, capaz de dar um ar requintado a qualquer ambiente, conta também com rádio AM/FM pare reprodução de programas e músicas de suas estações de rádio favoritas.

Seu braço reto se faz valer diante do espaço compacto em que ocupa junto do disco, fazendo o design ainda mais eficiente e seguro, uma vez que possui uma tampa de madeira que cobre completamente o aparelho, evitando que seus componentes internos se sujem de poeira, preservando-o completamente.

Por fim, ainda possui conectividade Bluetooth e USB, algo que seu design rústico realmente não indica. Com saída auxiliar, também pode ser conectado a caixas de som para aumentar ainda mais o potencial sonoro do aparelho, que pode tocar nas velocidades de 33-1/3 e 45 RPM.

TampaSim
MotorBelt Drive
Velocidades33-1/3, 45 RPM
BraçoReto
EntradasBluetooth, USB
SaídasAUX

4

HUIOP Disco de Vinil

Compacto e firme com três velocidades
Prós
  • Design minimalista e portátil
  • Ótimo custo-benefício
  • Três velocidades
  • Ótima conectividade
Contras
  • O braço reto pode não oferecer a maior fidelidade
  • Tipo de motor não especificado

O toca-discos HUIOP oferece uma ótima qualidade de reprodução e portabilidade por um preço igualmente ótimo e acessível. Com um pequeno braço reto, o aparelho economiza uma grande quantidade de espaço, oferecendo uma base bem firme para a reprodução do disco sem vibrações.

Com um design minimalista, o toca-discos ainda conta com uma ótima conectividade, que surpreende ao incluir Bluetooth dentre suas opções. Além da conectividade Bluetooth, ainda conta com saída auxiliar para caixas de som, e até mesmo para fones de ouvido, para que você possa ter a melhor experiência sonora em fones de alta qualidade.

Além disso, ainda é capaz de reproduzir discos em três velocidades, ou seja, conseguindo tocar Long Plays, Singles e até mesmo os antigos e raros discos de 78 rotações por minuto. Com uma tampa transparente, o aparelho ainda pode ser protegido da poeira e outros fatores externos sem perder o visual.

TampaSim
MotorNão especificado
Velocidades33, 45, 78 RPM
BraçoReto
EntradasBluetooth
SaídasAUX, BT, Fone de Ouvido

5

Toca-discos Raveo Vitrola Spazio

Um design vintage com recursos modernos como entrada USB
Prós
  • Design vintage
  • Rádio FM e leitor de CD
  • Três velocidades
  • Ótima conectividade
Contras
  • O preço pode ser um pouco alto
  • A aparelho é pesado

O toca-discos Raveo Vitrola Spazio é uma das melhores opções para quem quer uma central multimídia compacta capaz de ler discos, CDs, Pendrives, fita cassete e até mesmo ter conexão de rádio FM para que você possa se conectar às suas estações favoritas para escutar programas, notícias e muito mais.

motor ainda conta com as três principais velocidades utilizadas na leitura de discos de vinil: 33-1/3, 45 e 78 RPM, ou seja, você poderá facilmente rodar diversos tipos de discos sem problemas. Vem equipado com Bluetooth, permitindo também usar o celular ou computador para ouvir músicas.

Por fim, ainda conta com saída auxiliar para caixas de som, permitindo que você aprimore a potência de áudio de seu toca-discos para preencher a sala. E para momentos mais tranquilos, o aparelho tem suas próprias caixas de som para reprodução direta sem problemas.

TampaSim
MotorNão especificado
Velocidades33-1/3, 45, 78 RPM
BraçoReto
EntradasUSB, Bluetooth, CD
SaídasAUX, Fone de Ouvido

6

Vitrola Toca-Discos Diamond Black

Um design slim e moderno com Belt Drive
Prós
  • Design moderno e portátil
  • Três velocidades
  • Ótima conectividade
Contras
  • A capsula de cerâmica pode não oferecer a maior fidelidade
  • O prato é um pouco frágil

O toca-discos Diamond Black é definitivamente uma ótima opção de entrada para quer unir o aspecto vintage de toca-discos com um design moderno e tecnológico com recursos igualmente avançados. Junto disso, ainda possui uma tampa transparente que deixa tudo mais visual.

Conta com um motor Belt Drive que evita vibrações durante a reprodução, que podem afetar a qualidade do som, assim como um braço curvo que produz um encaixe mais preciso no sulco do vinil, resultando em uma reprodução mais fiel da gravação, e mais confortável aos seus ouvidos.

Possui uma ótima conectividade, com opções de entrada USB, assim como saídas auxiliares para caixas de som e saída para fone de ouvido. No mais, ainda reproduz nas três principais velocidades de discos, oferecendo a capacidade de tocar os principais disco s comerciais produzidos na história dos toca-discos.

TampaSim
MotorBelt Drive
Velocidades33.3, 45, 78 RPM
BraçoCurvo
EntradasUSB
SaídasAUX, Fone de Ouvido

7

Raveo Vitrola Studio MAPLE com Toca-discos

Um modelo de entrada com design compacto
Prós
  • Design compacto
  • Três velocidades
  • Conectividade USB
Contras
  • O braço reto pode não oferecer a maior fidelidade

O toca-discos Studio Maple é definitivamente uma opção de entrada com um excelente custo benefício para quem quer começar a entrar no mundo dos discos de vinil. Com um braço reto e um design compacto, o toca-discos é capaz de reproduzir vinis até mesmo com a tampa fechada, garantindo mais proteção aos seus discos.

Além disso, possui um motor Belt Drive, o que significa que sua reprodução tem vibrações reduzidas, garantindo uma maior fidelidade sonora. Além disso, o mesmo motor pode rodar em todas as três velocidades para vinis, garantindo a eficiência esperada para qualquer disco que você quiser reproduzir. 

Sua conectividade também é ótima, possuindo entradas USB e conexão Bluetooth, o que permite a conexão de aparelhos digitais modernos ao toca-discos. No mais, conta com saídas auxiliares para conexão a caixas de som maiores, assim como saída para fone de ouvido, para que você possa escutar suas músicas em um fone para maior imersão.

TampaSim
MotorBelt Drive
Velocidades33-1/3, 45, 78 RPM
BraçoReto
EntradasBluetooth, USB
SaídasAUX, Fone de Ouvido

8

Pioneer DJ PLX-1000

Um toca-discos para DJs: com direct drive para os scratches
Prós
  • Design compacto
  • Direct Drive para DJs
  • Braço em “S”
Contras
  • As vibrações do direct drive podem afetar o som
  • Roda em apenas duas velocidades

O toca-discos Pioneer DJ PLX-1000 é uma das melhores opções de toca-discos para DJs que querem ter a opção dos discos e scratches em suas festas. Com o motor direct drive, preferência no ramo, os discos podem ser tocados ao contrário, assim como girados manualmente para o famoso efeito de scratch.

Podendo rodar em velocidades de 33-1/3 e 45 RPM, o toca-discos ainda consegue reproduzir os dois principais tipos de disco encontrados no mercado: os Long Plays e os Singles sem nenhuma dificuldade, apresentando uma ótima qualidade sonora em qualquer lugar em que o toca-discos for levado.

O toca-discos ainda conta com um braço em S que garante maior firmeza da agulha no sulco do disco, evitando que ela pule e saia do sulco. Essa firmeza ainda é reforçada com o contrapeso ajustável do toca-discos, que permite a configuração do usuário para um toque muito mais gentil da agulha com o disco.

TampaNão
MotorDirect Drive
Velocidades33-1/3, 45 RPM
BraçoS
EntradasNão especificado
SaídasNão especificado

9

Toca-Discos Vinil Audio-Technica Automático AT-LP60X-BK

Fino e firme: com reprodução automática
Prós
  • Produto leve e compacto
  • Prato com antirressonância
  • Motor em Belt Drive
Contras
  • Sem entradas USB
  • O disco pode acabar pulando

O toca-discos AT-LP60X-BK da Audio-Technica é uma ótima opção de entrada para quem está entrando no ramo de toca-discos e quer investir em um automático, ou seja, que posiciona o braço automaticamente sobre o disco, evitando uma configuração manual por parte do usuário e trazendo mais simplicidade na hora de tocar músicas.

Possui também um prato de alumínio fundido que traz uma tecnologia de antirressonância para o disco, evitando ainda mais os tremores causados pelo motor, que já são mínimos devido a sua tecnologia Belt Drive, que distancia as vibrações do motor do mecanismo de giro do prato.

Por fim, possui um design compacto e firme, de tamanho reduzido graças ao braço reto do toca-discos, que permite que você facilmente transporte o aparelho para qualquer lugar sem se preocupar com o peso. Sua tampa transparente ainda protege o aparelho da poeira sem deixar escapar seu visual interno.

TampaSim
MotorBelt Drive
Velocidades33-1/3, 45 RPM
BraçoReto
EntradasNão especificado
SaídasNão especificado

10

Raveo Sonetto Wood, 10W, marrom

Um toca-discos vintage de madeira por um preço acessível
Prós
  • Motor Belt Drive
  • Três velocidades
  • Entrada Bluetooth
Contras
  • Caixa de som embutida não tem botão de desligar
  • O som embutido é um pouco baixo

O toca-discos Raveo Sonetto Wood é um ótimo aparelho para quem quer começar a escutar discos de vinil, mas não quer gastar tanto em um primeiro aparelho. Contando com um motor de Belt Drive, o toca-discos evita as vibrações do motor, trazendo um som mais legítimo dos discos gravados.

Possuindo um design vintage de madeira em formato de maleta, o toca-discos pode ser facilmente transportado para onde você quiser com grande facilidade. Ele ainda possui caixas de som embutidas para que a reprodução dos discos seja ainda mais intensa, podendo preencher diversos ambientes internos.

Ainda toca nas três velocidades principais de discos comerciais, evitando dores de cabeça na hora de reproduzir seu disco novo. Sua conectividade também é invejável, no que além de entradas USB e saídas auxiliares para caixas de som, possui também conectividade Bluetooth, para conexão com aparelhos wireless.

TampaSim
MotorBelt Drive
Velocidades33, 45, 78 RPM
BraçoReto
EntradasUSB
SaídasAUX, Bluetooth

Como escolher o melhor toca-discos

Você já teve que escolher um toca-discos antes? Fique tranquilo, não é nem um pouco difícil. Quando escolher o melhor toca-discos, é importante considerar as várias características que vão diferenciá-lo dos demais aparelhos. Veja abaixo como:

Saiba as diferenças entre toca-discos manual e automático

Toca discos no tapete

Uma coisa muito importante a definir antes de comprar seu toca-discos é se ele vai ser manual ou automático. O toca-discos manual, o mais clássico, o usuário precisa levantar manualmente o braço do aparelho e posicionar a agulha no sulco do disco. Com o fim da reprodução, ele precisa levantar o braço novamente e retorná-lo para posição de repouso.

No toca-discos automático, por outro lado, o braço da agulha é levantado por um mecanismo que automaticamente retorna o braço à posição de repouso com o fim da reprodução, desligando também o motor. Alguns modelos avançados ainda conseguem retomar automaticamente para o início do disco e repetir as faixas.

De forma geral, os toca-discos manuais dão maior controle ao usuário sobre a reprodução da música, enquanto os automáticos são mais convenientes e fáceis de utilizar, ainda mais para iniciantes no meio, que ainda não se acostumaram com o manuseio tradicional de um toca-discos.

Defina bem o tipo de braço, capsula e agulha do toca-discos

Quando foi escolher o melhor toca-discos para comprar, ainda é importante estar atento a certos elementos relacionados ao braço, capsula e agulha do aparelho. Afinal, essas peças em especial são responsáveis por quase toda a reprodução musical, assim como o charme deste aparelho old-school.

Braço

Toca discos funcionando

O braço do toca-discos é a peça responsável por posicionar a agulha no disco, permitindo sua leitura e a reprodução do som. Composto pela capsula, haste e contrapeso, o braço de um toca-discos e suas características afetam diretamente a qualidade do som, podendo minimizar a vibração e ruído durante a reprodução. Seguem os principais tipos:

  • Reto: é o mais comum, sendo simples e direto, com a agulha montada diretamente na sua extremidade. É comum em toca-discos com um certo custo-benefício, oferecendo uma qualidade básica de som.
  • Curvos: o braço curvo possui uma leve curvatura em sua extremidade, parecido com um “J”. Essa curvatura permite que um braço mais longo se ocupe o mesmo espaço, dando maior firmeza ao braço e evitando erros de leitura. Com o peso extra, a agulha tem menos chance de saltar para fora do sulco do disco.
  • Em S: sendo uma variação do braço curvo, o braço em S é curvado durante toda a haste, em uma forma de S, em busca de trazer um maior equilíbrio para o braço inteiro, levando a agulha para mais adentro do sulco, capturando a maior quantidade de áudio possível.

A escolha do braço do toca-discos vai depender, além dos aspectos mencionados acima, de outras questões, como tamanho e preço do toca-discos. Toca-discos com braços retos, geralmente são menores e mais compactos, com um preço menor, enquanto toca-discos com braços curvos vão ser maiores, às vezes acompanhados de um preço maior.

Agulha

Agulha do toca discos

Na ponta do braço e da cápsula vai se encontrar a agulha do toca-discos. Ela possui a função de se deslocar ao longo do disco, capturando um movimento e o enviando para a cápsula, que então o transforma em sinal elétrico para a reprodução do som. Existem 5 principais tipos: agulha cônica, elíptica, microlinear, shibata e agulhas de contato de linha especial.

  • Agulha Cônica: é o modelo mais amplamente utilizado e é recomendada para quem quer um toca-discos de entrada. Ela possui um preço mais em conta e é bem resistente. Apesar disso, sua leitura dos sulcos do disco não é tão precisa, resultando em uma menor fidelidade.
  • Agulha Elíptica: possui uma ponta elíptica e é recomendada para quem deseja uma melhoria significativa na qualidade do som em relação à agulha cônica, sem aumentar tanto o preço. Entretanto, ela possui uma resistência menor que a agulha cônica, gastando mais rápido com o uso.
  • Agulha Microlinear: a agulha microlinear é um pouco mais cara, no que busca duplicar o formato da agulha de corte que fez o disco mestre original. Com isso, a agulha microlinear toca partes do sulco que outros tipos não conseguem, resultando em um som fiel e um desgaste bem mais uniforme do disco e da agulha, resultando em uma maior vida útil de ambos. 
  • Agulha Shibata: feita para reprodução de vinis de quatro canais. Sendo semelhante à agulha elíptica, ela possui dois raios, mas, além disso, consegue ter um maior contato com a superfície do sulco, captando frequências muito altas e com menos distorção.
  • Agulha de Contato de Linha Especial: com um formato que percorre o disco com o maior nível de precisão possível, tem uma ótima taxa de frequência, pouca distorção. Esse tipo de agulha é para quem quer a melhor qualidade sonora e o menor desgaste dos discos. Vale lembrar, no entanto, que devido a sua alta fidelidade, a agulha produz mais ruído em discos muito desgastados.

Dessa forma, escolher a agulha vai depender da sua preferência. Considerando as informações oferecidas, você vai precisar avaliar corretamente seu investimento, considerando qual é o seu objetivo com o toca-discos.

Cápsula

Toca discos no chão

Quando for escolher o melhor toca-discos, é importante também estar atento as informações referentes às cápsulas, ou cápsulas fonocaptoras que o aparelho utiliza. A capsula é a peça responsável por converter as vibrações da agulha em sinais elétricos que podem ser amplificados e reproduzidos por um sistema de som.

Existem dois tipos principais de cápsulas: as piezoeléctricas e as magnéticas. As piezoeléctricas são o modelo mais simples e barato de capsula, utilizando uma pequena lâmina de cerâmica que produz tensão elétrica. Além disso, possuem uma faixa de frequência de resposta mais baixa, entre 100 Hz e 10 kHz.

As cápsulas magnéticas, por sua vez, utilizam da interação entre um pequeno ímã e uma bobina. O ímã, ao se mover com os micromovimentos da agulha, varia a indução de um campo magnético sobre a bonina, criando uma corrente elétrica e então um sinal de áudio. Geralmente possuem maior qualidade que as piezoeléctricas.

Assim, a escolha da melhor cápsula vai depender de certos fatores, como o preço ou preferência do fabricante, e é importante que você saiba corretamente qual é o melhor tipo de cápsula para você, considerando as informações que apresentamos sobre como escolher a melhor.

Prefira toca-discos com contrapeso regulável e anti-skating

Toca discos com tampa

Nos toca-discos de melhor qualidade, haverá na extremidade oposta à agulha um contrapeso ajustável, que permite que você ajuste a pressão da agulha sobre o vinil. Esse mesmo contrapeso pode ter funções anti-skating, que evita que a agulha pule e fique raspando fora do sulco do disco.

Na hora de escolher o melhor toca-discos, prefira um com esses recursos, pois a ausência deles, assim como um mal ajuste dos mesmos, pode resultar em maiores danos ao disco e a agulha. Aprender os ajustes corretos pode ser difícil, mas ajuda a obter a melhor qualidade de som, assim como preservar seus discos.

Escolha o tipo certo de motor de toca-discos

Toca discos tocando

Outro aspecto para ter atenção na hora de escolher o melhor toca-discos é, basicamente, o que faz o prato girar. O motor de um toca-discos define a velocidade e direção em que o prato com o disco irá girar. Existem três tipos principais, cada um com seus aspectos particulares que vão afetar na hora de escolha.

  • Belt Drive: no Belt Drive, é utilizada uma correia para transmitir o movimento do motor ao prato. Esse recurso resulta em um isolamento dos dois, evitando que as vibrações do motor afetem o áudio. Por outro lado, é um tipo de motor rejeitado por DJs, já que a movimentação de movimentos rápidos no disco, como o scratch, fica muito difícil.
  • Direct Drive: neste tipo, o motor fica posicionado logo a baixo do prato, oferecendo maior precisão na rotação, sendo mais preferido por DJs, pois permite que o vinil seja tocado ao contrário, além de facilitar os scratchs, além de possuir um menor custo. No entanto, as vibrações do motor são muito mais intensas, afetando um pouco a fidelidade do som.
  • Rim Drive: o terceiro tipo, Rim Drive, é bem menos utilizado, mas ainda pode ser encontrado em algumas marcas. No Rim Drive, o motor é operado através de uma série de polias. Os efeitos são semelhantes aos do Belt Drive, mas possui uma maior necessidade manutenção.

Assim, quando for escolher o melhor toca-discos para você, não esqueça de estar atendo às funcionalidades e mecanismos do motor, pois essas características vão afetar seu aproveitamento do produto, uma vez que trazem resultados diferentes para a qualidade do áudio, assim como a operação do toca-discos.

Veja se o toca-discos possui mais de uma velocidade de rotação

Agulha do toca discos

Na hora de escolher o melhor toca-discos para você, é importante saber se ele funciona em mais de uma velocidade de rotação. Dessa forma, você também vai descobrir se o seu novo toca-discos vai ser capaz de reproduzir mais de um tipo de disco, cuja reprodução correta normalmente depende da velocidade de rotação. Seguem as velocidades padrão:

  • 33⅓ RPM utilizada na maior parte dos discos de vinil de tamanho padrão, conhecidos como LP (Long Plays), essa rotação é mais lenta, permitindo a leitura mais precisa do sulco do disco, proporcionando não somente que a música seja tocada no tempo certo, como também uma melhor qualidade de som.
  • 45 RPM: utilizada em discos de vinil menores, conhecidos como Singles, que apresentam geralmente uma ou duas músicas de cada lado, e devido ao seu menor tamanho, precisam ser reproduzidos de maneira mais rápida para que a reprodução do som seja a mais adequada.
  • 78 RPM: alguns toca-discos ainda vão ter a velocidade de 78 rotações por minuto, feita para alguns discos mais antigos que precisam dessa rotação para a reprodução ser correta. Ter essa velocidade é importante para colecionadores que tem todo tipo de disco.

Assim, escolher as velocidades corretas para seu toca-discos é importante, pois, dependendo das velocidades, você poderá tocar diversos tipos de discos, assim como discos mais antigos ou raros que precisam de outras velocidades mais específicas para tocar direito, como é o caso dos de 78 RPM.

Confira a conectividade do toca-discos

Toca discos minimalista

Toca-discos modernos geralmente podem vir equipados com diversas opções de conectividade e a presença de uma ou outra para você, pode ser um fator que vai ajudar na hora da escolha, considerando seus objetivos com o toca-discos. Simples saídas RCA vão permitir conectar o toca-discos a uma caixa de som, por exemplo.

Além disso, toca-discos ainda podem vir equipados com conectividade preamp phono, facilitando sua conexão a um amplificador. Os mais modernos vão possuir conectividade USB e até mesmo Bluetooth, permitindo que você possa até gravar discos em MP3 ou conectar o toca-discos a uma caixa de som Bluetooth.

Não esqueça de olhar para o design do toca-discos

Toca discos na estante

Também é importante estar atento ao design do toca-discos na hora de escolher seu aparelho. Além de ser um elemento estético em sua sala, o design pode afetar a funcionalidade e uso do toca-discos. Um design ergonômico pode garantir a facilidade de manuseio e acesso aos controles, assim como uma maior leveza do produto.

Por isso, na hora de escolher o seu melhor toca-discos, não se esqueça de olhar para seu design além de suas especificações técnicas.

Veja se o toca-discos tem recursos extras

Garota ao lado do toca discos no sofá

Por fim, é recomendado que você fique atento aos diversos recursos extras que um toca-discos moderno pode trazer acompanhado. Um ou outro recurso extra vai definitivamente separar seu novo toca-discos dos demais no quesito de funcionalidade, podendo realizar funções além da simples reprodução musical.

  • Sistema Anti-Impacto: essa função é responsável por minimizar as vibrações e choques durante a reprodução dos discos, assim proporcionando uma reprodução mais suave e livre de ruídos, resultando em uma melhor qualidade e fidelidade de áudio em seus vinis.
  • Pré-Amplificadores: os pré-amplificadores embutidos trazem uma grande utilidade para aqueles que desejam conectar o toca-discos em um sistema de som sem a necessidade de um amplificador externo.
  • Caixa de Som Integrada: a caixa de som integrada é uma opção conveniente para aqueles que desejam um toca-discos capaz de ter um som mais poderoso sem a necessidade de ligá-lo a um sistema externo.
  • Rádio AM/FM: um toca-discos com função de Rádio AM/FM dá a ele ainda mais funcionalidade, permitindo que você sintonize estações de rádio e desfrute de uma variedade de programas, músicas e notícias.
  • Gravação de Vinil em MP3: se você deseja digitalizar seu discos, ou preservar as musicas deles de alguma forma, a função de gravação em MP3 de um toca-discos permite que você passe a música tocada em formato de arquivo para, por exemplo, um pendrive conectado via USB ao toca-discos.
  • Controle Remoto: um toca-discos com controle a distância através de um controle remoto oferece muito mais tranquilidade na hora de ligar ou desligar o aparelho, e alguns toca-discos automáticos podem até repetir a reprodução do disco com um toque no controle.
  • Agulha de Diamante: muitas agulhas possuem também suas versões com pontas de diamante, o que significa que a ponta da agulha provavelmente nunca irá desgastar, ao mesmo tempo que também oferece uma reprodução mais clara e precisa dos discos.
  • Tampa: a tampa também é um ótimo recurso extra para quem não está utilizando o toca-discos o tempo todo, ou até mesmo vê necessário transportá-lo com frequência. Ela vai proteger o toca-discos, e até mesmo os discos da poeira, impactos e outros fatores externos que podem resultar em danos ao aparelho.

Assim, esteja atento aos diversos recursos e funções extras de seu toca-discos quando for comprá-lo, considerando as diversas informações aqui apresentadas, para que você possa ter realmente o melhor aproveitamento de seu aparelho.

Outras informações sobre toca-discos e discos de vinil

Agora que você já conheceu nossa lista com os 10 melhores toca-discos de 2024, que tal conferir mais dicas sobre eles? Confira a seguir outras informações sobre toca-discos e aprenda mais sobre essa tecnologia!

Como fazer a manutenção de um toca-discos?

Toca discos na mesinha

Para fazer a manutenção de um toca-discos, é preciso estar atento a diversas coisas. Primeiramente, limpe regularmente a agulha com um pincel pequeno e macio, assim como remover a poeira do vinil antes de reproduzir. Ainda mais, verificar a correia ou motor e lubrificar as peças móveis regularmente vão ajudar muito a preservar o aparelho.

Além disso, certifique-se de armazenar seu toca-discos em um local seco e livre de poeira para evitar danos e prolongar sua vida útil. No mais, é sempre recomendável consultar o manual do usuário do toca-discos para obter instruções específicas de manutenção para evitar problemas futuros.

Como calibrar um toca-discos?

Pessoa arrumando a agulha do toca discos

Para calibrar um toca-discos corretamente, é importante primeiramente seguir as instruções específicas do fabricante. O processo, em geral, envolve ajustar a altura do braço do toca-discos para garantir que a agulha esteja fazendo o contato adequado com o vinil, ajustando o peso do braço com o contrapeso para que a agulha não cause danos ao disco.

Algumas vezes pode ser necessário ajustar a velocidade do motor para que ele corresponda à velocidade necessária para a reprodução correta do vinil, como é o caso da diferença entre LPs e Singles, como comentamos antes no artigo. Novamente, a menos que você esteja lidando com um artigo de colecionador, é recomendada a consulta do manual do usuário para obter as instruções de maneira mais correta.

Como cuidar dos discos de vinil?

Disco de vinil

Cuidar adequadamente dos seus discos de vinil é fundamental para manter sua qualidade. É importante sempre manuseá-los com cuidado, segurando sempre pelas bordas e evitando tocar na superfície gravada. Além disso, é necessário armazená-los em um local adequado, longe de luz e umidade. O ideal é guardá-los verticalmente em uma estante.

Antes de tocar o disco no toca-discos, é importante limpar cuidadosamente sua superfície com uma escova ou pano de microfibra para remover poeira ou sujeira que possa prejudicar o som. Evite usar água, produtos químicos ou qualquer outro líquido, pois o vinil pode ser danificado.

Caso seja necessário, considere investir também em kits de limpeza específicos para discos de vinil, que podem ser encontrados no mercado. Ao seguir essas medidas de cuidado, seus discos de vinil durarão por muitos anos e sempre oferecerão uma grandiosa experiência sonora.

Veja também outros artigos relacionados a áudio

Se você gostou das nossas indicações de melhores toca-discos de 2024, não deixe de conferir também as opções de ranking que separamos logo abaixo!

Escolha o melhor toca-discos para escutar músicas à moda antiga!

Pessoa colocando disco de vinil no toca discos

Agora que você já aprendeu as coisas mais importantes para escolher o melhor toca-discos, assim como cada um dos aspectos que fazem um toca-discos se destacar dos demais, como suas funções, características do braço, motor e velocidades, não precisa mais ter medo de escolher, basta adquirir o melhor toca-discos para você!

Seguindo nossas dicas você vai conseguir escolher um ótimo toca-discos de alta qualidade e eficiência para seus objetivos. Aproveite a lista dos 10 melhores toca-discos de 2024 e compre o melhor toca-discos para aproveitar músicas à moda antiga.

Dioney Ribeiro
Mostrar o perfil completo

Dioney Ribeiro

Pós-graduado em Letras, busco sempre mostrar de forma clara e direta quais são os melhores dispositivos eletrônicos que temos no mercado atualmente, com análise detalhadas de cada um, além de comparações com outros produtos semelhantes. Aqui você terá o acesso mais fácil a informação!

Teremos o maior prazer em ouvir seus pensamentos

Deixe uma Comentário

Tech Daora
Logo